NOTÍCIAS RÁPIDAS
NOTÍCIAS

Advogados são presos em Cuiabá após atropelamento e briga com policiais; veja vídeos

07/07/2018
Fonte: Olhar Direto

Os advogados Dyego Nunes da Silva Souza e Luciano Carvalho do Nascimento foram presos na madrugada deste sábado (07) após resistirem à prisão e entrarem em confronto com policiais da Deletran e da Gerência de Operações Especiais (GOE), em Cuiabá. Supostamente embriagado, Dyego atropelou Martiniano Cabral, de 54 anos, fugiu sem prestar socorro e pediu ajuda a Luciano, que teria soltado um cachorro da raça pit bull contra os policiais.



De acordo com a Polícia Judiciária Civil (PJC), testemunhas relataram que um veículo Ford Fiesta seguia em uma rua no bairro CPA 4, por volta de 21h10, quando atropelou o pedestre Martiniano Cabral. Em seguida, o motorista arrancou com o carro de forma perigosa e fugiu.



A vítima, que sofreu lesões corporais, foi atendida por uma equipe médica do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e encaminhada consciente ao Pronto Socorro de Cuiabá.



Ainda de acordo com a Polícia Civil, uma equipe do Deletran foi até a residência do proprietário do Ford Fiesta, no bairro Morada da Serra, encontrando o veículo estacionado com o pára-brisa quebrado e a lateral riscada. O suspeito se recusou a realizar o teste do bafômetro, mas de acordo com os policiais da Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), ele apresentava visível estado de embriaguez.



O advogado Luciano Carvalho tentou impedir a prisão do colega informando que não se tratava de flagrante delito. Segundo a Polícia Civil, ele soltou um cachorro da raça pit bull na equipe do Deletran.



Os policias então acionaram a Gerência de Operações Especiais (GOE), que entraram na residência e prenderam Dyego Nunes da Silva Souza. Ao pedirem pela chave do carro, eles foram informados que ela estava com Luciano, que se recusou a entregar e acabou sendo detido também.



Após a prisão, Luciano passou mal e precisou ser encaminhado para um Hospital. Segundo a assessoria de imprensa da PJC, ele segue em observação e, após receber alta, será encaminhado para a Central de Flagrantes.



O carro foi removido pelo guincho e encaminhado para a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). As informações dão conta ainda de que o suspeito estava com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida e o licenciamento do carro atrasado.




Outro lado

Segundo a Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas (Abracrim), o advogado criminalista Luciano Carvalho do Nascimento recebeu na noite de sexta-feira (06), uma chamada de um cliente, para comparecer na residência dele, porque estaria sendo acusado por um suposto atropelamento por parte dos policiais da Delegacia de Trânsito.



Chegando ao endereço do cliente, Luciano foi agredido, algemado e levado até o Cisc Verdão do Grupo de Operações Especiais (GOE), que segundo a Associação, não possuíam identificação funcional e portavam balaclavas, impossibilitando qualquer reconhecimento e identificação civil.



Mesmo com a chegada de uma comissão de advogados criminalistas e da presidente da Abracrim-MT, Michele Marie de Souza, eles foram impedidos de adentrar no interior do Cisc para acompanhar o procedimento da lavratura da prisão.



A Abracrim e Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) informaram que acompanharão o caso de perto, tomando todas as providências legais cabíveis.

FACEBOOK