NOTÍCIAS RÁPIDAS
NOTÍCIAS

Quatro irmãs conseguem na Justiça incluir o nome da madrasta nos documentos: 'Duas mães'

14/05/2018
Fonte: G1 GO

Jovens perderam a mãe biológica quando eram crianças e passaram a ser cuidadas por Inácia Viana. Mulher se emociona com o carinho das enteadas: 'Concretização do amor'. 

 
 
 

Quatro irmãs recorreram à Justiça e conseguiram incluir o nome da madrasta nos documentos pessoais. Moradoras de Goiânia, elas contam que perderam a mãe biológica quando eram crianças e a enfermeira Inácia Araújo Silva Viana ganhou o amor delas.

 

“A gente fala que da nossa mãe biológica a gente nasceu da barriga e da Inácia, do coração. Ninguém substitui ninguém, mas ela soma de uma maneira tão linda, tão própria, que a gente, de fato, tem duas mães”, disse Anauana Maia Carrijo Viana.

 

Adailza Maia da Silva Viana morreu aos 43 anos, por causa de um infarto. “A nossa última lembrança era ela falando para o meu pai cuidar da gente”, conta Raiane Karuelle Maia Carrijo.

 

No começo, Raiane relembra que foi um choque: “Meu pai chegou em casa com a Inácia, sentou a gente na sala e disse: ‘Minhas filhas, vou contar uma novidade, estamos namorando’. Saí da sala, fui para o meu quarto e comecei a chorar”.

 
Quatro irmãs conseguem na Justiça incluir o nome da madrasta nos documentos, em Goiânia (Foto: TV Anhanguera/ Reprodução)

Quatro irmãs conseguem na Justiça incluir o nome da madrasta nos documentos, em Goiânia (Foto: TV Anhanguera/ Reprodução)

 

Depois, Inácia conquistou o amor das quatro enteadas. Em 2016, as jovens decidiram recorrer ao Poder Judiciário para incluir o nome das duas mães nos documentos.

 

“Entramos com uma ação de maternidade sócioafetiva, culminada com alteração do registro de nascimento de modo que mantivesse o nome da nossa mãe biológica e acrescentasse o nome da nossa mãe socioafetiva, foi um desafio porque era uma novidade até para o Judiciário compreender o que a gente queria”, explicou Anauana.

 

As jovens conseguiram, em março deste ano, adicionar o nome de Inácia aos documentos. A enfermeira se comoveu com a atitude das enteadas.

 

 

“Não tem palavras que consigam demonstrar o que é ver o meu nome ali. É simplesmente a concretização do amor”, disse, emocionada, Inácia.

 

 
Quatro irmãs conseguem na Justiça incluir o nome da madrasta nos documentos em Goiânia (Foto: TV Anhanguera/ Reprodução)

Quatro irmãs conseguem na Justiça incluir o nome da madrasta nos documentos em Goiânia (Foto: TV Anhanguera/ Reprodução)

 

Raiane conta que, apesar da mudança, ainda não conseguiu adicionar o nome de Inácia à Carteira Nacional de Motorista. “O campo do Detran [Departamento Estadual de trânsito de Goiás] é padrão, no campo de colocar a filiação, não cabe o de dois pais”, explica a jovem.

 

O Detran- GO explicou que repassou o pedido de Raiane ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para que seja criado um campo de inclusão e aguarda um posicionamento, pois “cabe ao órgão nacional a validação do campo de inclusão para demais filiação”.

 

A departamento informou ainda que também solicitou ao Denatran um “novo modelo de documento para menção do nome social”.

 

Veja outras notícias da região no G1 Goiás.

FACEBOOK