NOTÍCIAS RÁPIDAS
NOTÍCIAS

Ex mata professora por não aceitar fim e joga corpo e moto num rio

10/01/2018
Fonte: Folha Max

Após matar Rosineide de Souza, Valdeci pediu ajuda de irmão para tentar evitar descoberta de crime

 

 

assassinos-merendeira3.jpg

 

O homicídio da professora, Rosineide Maria de Souza, de 45 anos, ocorrido em Rondonópolis (212 km ao Sul) foi esclarecido pela Polícia Judiciária Civil, com a prisão dos envolvidos, na madrugada desta quarta-feira (10.01). O ex-companheiro da vítima, Valdeci Vieira da Silva, 46 e o seu irmão Valdomiro Vieira da Silva, 40, confessaram a autoria do crime e responderão por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver.

 

A professora estava desaparecida desde domingo (07), quando saiu de casa para ir a igreja em sua motocicleta Honda CG Titan. Na tarde de terça-feira (09), a Polícia Civil foi acionada sobre um encontro de cadáver, por pescadores, as margens do Rio Vermelho, na região da Gleba Dom Bosco. O corpo estava dentro de um saco e foi reconhecido por familiares da vítima. Segundo exame de necrópsia, a vítima foi executada com uma paulada na região do crânio.

 

Imediatamente, as equipes da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) e Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) iniciaram as diligências para prender os autores do crime, sendo o ex-companheiro da vítima apontado como principal suspeito da execução.

 

Após oitiva de testemunhas e coletas de informações, os policiais conseguiram localizar os irmãos em um sítio em que estavam escondidos, em um assentamento entre os municípios de Rondonópolis e Poxoréu. Questionado, Valdeci confessou o crime e contou que encontrou com a vítima na saída da igreja, quando a convidou para ir até sua casa.

 

Na residência, eles tiveram uma discussão por conta de um novo relacionamento amoroso da vítima, ocasião em que o suspeito perdeu o controle e  executou a ex-companheira com uma paulada na cabeça. Em seguida, Valdeci seguiu até a casa do seu irmão para pedir ajuda.

 

Juntos, eles colocaram a vítima dentro do saco e utilizaram o veículo Fiat Uno de Valdomiro para trasportar o corpo até a ponte do Rio Vermelho, de onde foi jogado. Segundo o suspeito, a motocicleta da vítima e o instrumento de execução também foram jogados no Rio, porém o veículo ainda não foi localizado.

 

Os suspeitos foram conduzidos a Delegacia, onde após interrogados pelo delegado Thyago Garcia Damasceno, foram autuados em flagrante pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, pelo motivo fútil, recurso que impossibilitou a defesa da vítima e feminicídio e ocultação de cadáver. 

FACEBOOK