NOTÍCIAS RÁPIDAS
NOTÍCIAS

Homem de 36 anos força relação com adolescente de 12 em Juina-MT

09/01/2018
Fonte: Gazeta Digital

Um homem de Juína (735 Km a Noroeste de Cuiabá) foi investigado e preso pela Polícia Civil no final da tarde desta segunda-feira (8) acusado de cometer abusos sexuais contra uma adolescente de 14 anos, com quem se diz casado e a quem assediava desde que tinha apenas 12, pedindo para namorar com ela.

 

De acordo com a Polícia Civil, ele vai responder por estupro de vulnerável e também cárcere privado, porque, após muito insistir, acabou conseguindo levar a menina para morar com ele, fazendo promessas a ela, mas, quando ela chegou em casa, ficou mantida trancada, sem água, comida e condições mínimas de vida.

 

A prisão foi autorizada pela Justiça contra Edimilson Rodrigues da Silva, 36, conhecido como “Popó”, que trabalhava em um frigorífico e também como garçom em Juína.

 

Investigadores afirmam que, uma vez assediada e antes de se "casarem", um certo dia a menina foi até a casa do suspeito, onde bebeu água com “gosto diferente” e foi estuprada por Edimilson.

 

Com o passar no tempo, o mesmo insistia em namorar com a menor, que há 6 meses e já com 14 anos de idade resolveu morar junto com Edimilson. Porém no decorrer da relação, a menor ficou trancada na casa aproximadamente uma semana, sem água e comida, sendo vítima de agressões, ameaças e injúrias.

 

Com base nos fatos e indícios, a Polícia Civil representou na última sexta-feira (05), pelo mandado de prisão preventiva do suspeito, imediatamente deferido pela Justiça.

 

Edimilson acompanhado da advogada compareceu à delegacia para prestar esclarecimentos referentes às acusações.

 

Durante interrogatório conduzido pelo delegado de polícia Marco Bortolotto Remuzzi, permaneceu a todo tempo no direito de ficar calado. No final do depoimento, o delegado cumpriu o mandado de prisão preventiva.

 

Edimilson foi preso e responderá por violência doméstica, pelos crimes de estupro de vulnerável, ameaça e cárcere privado.

 

Ele foi apresentado em audiência de custódia e, em seguida, encaminhado à Centro de Detenção Provisória (CDP) de Juína.(Com informações da Assessoria de Imprensa da PJC)

FACEBOOK