NOTÍCIAS RÁPIDAS
NOTÍCIAS

Cuiabana é localizada na Síria mas autoridades mantêm caso sob sigilo

04/12/2017
Fonte: Gazeta Digital

Cuiabana Juliana Cruz foi localizada na Síria, para onde viajou, aproveitando as férias, para conhecer um rapaz, com quem fez contato pela internet. Ela estava desaparecida há mais de 2 semanas, desde 14 de novembro.

O rapaz chama Sheraz Re, é de Damasco, capital do país árabe e ostenta armas nas redes sociais. Pelas fotos, aparenta ser de grupos extremistas.

PF e Interpol procuram cuiabana que desapareceu na Síria

Tanto a Polícia Federal, quanto o Ministério das Relações exteriores, alegando a garantia da integridade física da moça, estão trabalhando em sigilo.

Ao ser questionado sobre a situação da cuiabana, o Ministério emitiu a seguinte nota.

"O Itamaraty, por meio da Embaixada em Damasco, acompanha o caso da brasileira Juliana Cruz. O setor consular do posto mantém contato com a família da nacional e com autoridades locais.

De acordo com a Lei de Acesso à informação e em respeito à privacidade da nacional brasileira, esta assessoria não está autorizada a fornecer informações pessoais sobre o caso."

A Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) também não está tratando do assunto, a pedido da família que teme pela vida de Juliana.

Juliana Cruz é estudante de Direito e trabalha no setor jurídico da AMM, como auxiliar administrativo. Ela chegou a comentar com colegas de trabalho que ia para a Síria e eles tentaram demovê-la da ideia. Mas não conseguiram.

Amigas tentaram impedir cuiabana de viajar para a Síria

FACEBOOK