NOTÍCIAS RÁPIDAS
NOTÍCIAS

Agentes da SEMA-MT de Juara são presos em Itanhangah suspeitos de corrupção e porte ilegal de arma de fogo.

20/06/2014

Agentes da SEMA-MT de Juara são presos em Itanhangah suspeitos de corrupção e porte ilegal de arma de fogo.

Os agentes pediam dinheiro para madeireiros e estavam com mais de 18 mi reais em cheque e espécie.

Fonte: Primeira Mão MT

Data: 19/06/2014 ás 07:42:44

 

Primeira Mão MT

Na manhã de 18/06/2014 uma Operação conjunta da Polícia Civil de Tapurah e Polícia Militar de Itanhangá levou a prisão dois agentes ambientais lotados na SEMA, Regional de Juara. Ambos são suspeitos de Corrupção Passiva e Porte Ilegal de Arma de Fogo.

 Segundo informações da Polícia Civil, moradores de Itanhangá telefonaram para o 190 denunciando que Fiscais da SEMA estariam cobrando propina de madeireiros residentes em Itanhangá, inclusive, já teriam recebido determinada quantia em dinheiro e cheques emitidos pelos empresários.

 Com base em tais informações os policiais localizaram a viatura oficial utilizada pelos suspeitos e realizaram uma abordagem. Em busca no interior do veículo e nos pertences dos suspeitos foram encontradas quatro folhas de cheque preenchidas e cerca de R$ 5.300,00 em dinheiro, totalizando cerca de R$ 18.000,00, inclusive, todos os cheques haviam sido emitidos por madeireiros do Município de Itanhangá.

 Após a detenção dos agentes ambientais, os madeireiros foram localizados e prestaram depoimento, confirmando que realmente entregaram os valores aos fiscais.

 Em nota, o Delegado Luiz Henrique de Oliveira, relatou que, informalmente os suspeitos justificaram que apenas pediram uma “ajuda” aos madeireiros, todavia, sabe-se que nesses casos, os empresários acabam se sentindo coagidos, pois se caso não pagam o valor solicitado, podem sofrer retaliações da fiscalização, justamente por estarem com alguma irregularidade na Empresa.

 Conforme explicou o Delegado, os fiscais estavam fazendo uma verdadeira “coleta”, e, segundo informações dos próprios madeireiros, ambos os suspeitos já haviam estado na cidade em ocasiões passadas, agindo da mesma forma.

Segundo a Polícia Civil, os agentes detidos não são servidores de carreira da SEMA, trabalham no órgão em cargos comissionados, estando lotados em Juara há mais de 05 anos. “O Gerente Regional da SEMA de Juara estabeleceu contato conosco e nos próximos dias irá comparecer nesta Delegacia para tomar conhecimento formal dos fatos, já visando a Instauração de Procedimento Administrativo contra os agentes ambientais”, frisou o Delegado.

 Durante a busca realizada no interior do veículo foi encontrado também, um revólver calibre 38, sendo que a situação da arma de fogo está sendo verificada pela Polícia. A princípio, os suspeitos foram presos em flagrante por Corrupção Passiva e Porte Ilegal de Arma de Fogo.

 

FACEBOOK