Jregional

NOTÍCIA

Data: Terça-feira, 14/07/2020 00:00

Jovens gravam vídeos simulando estarem armados, e mobiliza polícia de Juína

Fonte: JuinaNews

Circulou em vários grupos do aplicativo de mensagens whatsapp nesta segunda-feira (13.07), um vídeo em que aparece dois jovens da cidade de Juína, MT, em posse de simulacros de arma de fogo (armas de brinquedo). No vídeo os jovens relatam “ Nós aqui da Juína anda é assim, com a “bicha” na cinta viu. Esse negócio de faquinha ai”, brincam os rapazes.

 

Porém o tal vídeo em tom de “brincadeira” repercutiu nas redes sociais e chegou ao conhecimento da polícia judiciária civil que nos últimos dias tem feito um trabalho incessante e eficaz no combate ao crime organizado tirando das mãos de criminosos várias armas de fogo.

 

Em entrevista ao Juína News, o policial civil Dito Costa disse que o vídeo preocupou não somente a polícia, mas toda sociedade de um modo geral, pois as armas pareciam ser verdadeiras e nas imagens enganaram facilmente.

 

O vídeo chamou atenção e despertou uma mobilização da polícia da civil, e depois de um trabalho de investigação a polícia descobriu quem eram os rapazes, um deles foi localizado e revelou que tudo não passou de um ato impensado de “brincadeira”, porém, o policial Dito Costa, ressaltou que o simulacro de arma de fogo pode ser facilmente confundido com uma arma de verdade durante à noite, além disso, sempre é utilizado em crimes principalmente de roubo.

 

Ao perceber que a polícia estava investigando o caso, um dos rapazes que aparece no vídeo, foi até a delegacia de livre e espontânea vontade e entregou as armas de brinquedo para a polícia, pedindo desculpas pelo ato praticado.

 

Costa disse ainda que o rapaz é um trabalhador, sem antecedentes criminais, e a polícia conversou com ele e fez um trabalho de orientação, e o rapaz se comprometeu a não repetir o ato impensado novamente.

 

As imagens que apareceram no vídeo davam a entender que seriam armas de verdade, e do jeito que as coisas estão nos dias atuais, a situação poderia ser ainda mais agravada, porém o rapaz reafirmou que tudo não passou de uma brincadeira e gravou um vídeo se desculpando com a sociedade.