Jregional

NOTÍCIA

Data: Quinta-feira, 13/02/2020 00:00

Ex-moradora de Juína: Justiça condena a 21 anos homem que matou mulher a facadas durante o dia de Natal

Fonte: JuinaNews

O Tribunal do Júri condenou a 21 anos de reclusão, Erivaldo Vital, 27, acusado de golpear com um canivete o pescoço de sua esposa e ex-moradora de Juína Solange de Almeida, 35, que após 14 dias de internação hospitalar acabou morrendo. O crime aconteceu na manhã de Natal de 2018, no bairro Jardim Atlântida, em Tangará da Serra (239 km a médio norte). Mesmo com ajuda médica, a vítima veio ao óbito em decorrência da violência doméstica.

 

O julgamento foi realizado terça-feira (11), no Fórum de Tangará. O réu foi condenado por homicídio com três qualificadoras (feminicídio, motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima). O processo cabe recurso.

 

A decisão dos jurados foi acatada pela juíza da Primeira Vara Criminal da Comarca, Edna Ederli Coutinho, que leu a sentença após quase seis horas de julgamento.

 

Para aplicar a pena, a magistrada levou em consideração o fato de o réu ser primário, pontuou também que o motivo do crime foi considerado fútil, já que aconteceu após uma discussão, que a vítima estava desarmada e foi pega de surpresa, além disso, o crime foi no âmbito de violência doméstica.

 

“Considerando que o réu permaneceu preso durante todo o processo, a fim de resguardar a ordem pública e à aplicação da lei penal, em razão da gravidade concreta do delito e diante da quantidade da pena fixada, mantenho a prisão preventiva, com fundamento no art. 312 do CPP (Código de Processo Penal). Por conseguinte, nego-lhe o direito de recorrer em liberdade”, concluiu a magistrada.