Jregional

NOTÍCIA

Data: Quinta-feira, 09/01/2020 00:00

Cuiabano flagra cabeça d'água em ponto turístico de Mato Grosso; veja vídeos

Fonte: Olhar Direto

Uma cabeça d'água atingiu cachoeira Serra Azul, localizada no município de Rosário Oeste (a 104 quilômetros de Cuiabá), na quarta-feira (8), e chamou atenção das pessoas que estavam no local. Apesar do susto, ninguém se feriu. O registro foi feito pelo cuiabano Lucas Orione e compartilhado no seu perfil do Instagram e na página Destinos Turísticos MT.



Leia mais:
Três adultos e uma criança são resgatados pelo Ciopaer após ficarem ilhados no Coxipó do Ouro; veja vídeo



A cabeça d'água é o termo utilizado para descrever o aumento rápido e repentino do nível de um rio, quando chove nas cabeceiras (nascentes) ou em trechos mais altos de seu percurso.



Conforme Lucas, o responsável pela segurança da cachoeira teria ficado atento para evitar acidentes. "[Ele] combinou um código conosco, caso isso viesse a acontecer. Conseguiu antever a situação e nos ajudou a sair da água", comentou em uma publicação no Instagram.



As imagens mostram o momento que o fenômeno atinge o ponto turístico.



O parque é uma unidade do Sesc Pantanal, onde estão localizadas 13 nascentes dos rios que deságuam no Cuiabazinho, depois no Cuiabá, e vão formar a bacia pantaneira, em que acontece a cheia e a vazante.



A cachoeira Serra Azul tem 46 metros de altura, 30 metros de diâmetro e 6 metros de profundidade. Para visitar o local, é necessário comprar o Voucher Único em uma agência de Nobres ou Rosário Oeste, e fazer a visita com um guia de turismo cadastrado.

Parque Serra Azul reabre para o público após incêndio que queimou mil hectares; Saiba como visitar!

Caso parecido

No último final de semana, três adultos e uma criança foram resgatados pelo Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), após ficarem ilhados em um rio na região do Coxipó do Ouro, em Cuiabá. As vítimas ficaram presas depois de uma cabeça d'água.



Com isso, elas se agarraram na árvore de uma ilha para se salvarem. Os tripulantes do helicóptero conseguiram resgatar as vítimas, que se encontravam em risco por conta da forte correnteza, troncos e lama que desciam pelo rio.




Mortes 

Há três semanas, três pessoas morreram arrastadas pela enxurrada após uma cabeça d'água no Parque Ecológico do Paredão, em Guapé, Minas Gerais. O fenômeno atingiu o complexo de cachoeiras durante e fez com que o volume de água ficasse acima do normal. Ele foi fechado para os visitantes.