Jregional

NOTÍCIA

Data: Terça-feira, 10/09/2019 00:00

Eleição interna do PT tem mais votos que eleitores e petista acusa petista de fraude

Fonte: Jornal da Cidade

Eleição interna do PT tem mais votos que eleitores e petista acusa petista de fraude

Leia mais: https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/16309/eleicao-interna-do-pt-tem-mais-votos-que-eleitores-e-petista-acusa-petista-de-fraude

 

Por suspeita de fraude, PT anula eleição interna em 30 cidades de SP

 

SÃO PAULO — Numa tentativa de conter a crise interna provocada pelas denúncias de fraudes no processo de eleição interna que escolherá o novo presidente da legenda, o PT decidiu anular as votações realizadas em 30 municípios do estado de São Paulo, no começo do mês. Nessas cidades, foram constatados a participação de mortos na eleição, fraudes nas assinaturas de presença e problemas de cadastro.

 

Para apaziguar os ânimos e evitar que as denúncias de fraude provocassem um racha na legenda, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou da reunião da Executiva do partido convocada para discutir o tema na tarde desta quinta-feira.

 

Ainda são contestados os resultados da fase municipal do processo de eleições internas do PT em Tocantins, Maranhão, Paraíba, Pará, Ceará, Minas e Bahia. As contestações devem ser resolvidas em um nova reunião da Executiva na semana que vem.

 

Também foram denunciadas, mas ainda não comprovadas, as participações de filiados mortos em eleições de cidades da Bahia e Minas.

 

Em Minas, a corrente Democracia Socialista denunciou problemas nos registros de participação no processo de eleição interna em cerca de 300 cidades. Em Brasília de Minas, todos os 596 filiados participaram da eleição e votaram na mesma chapa. Em Fortaleza, a acusação é que o prefeito Roberto Claudio, filiado ao PDT, tentou influenciar na eleição ao patrocinar o transporte de filiados para votar. A disputa na capital cearense foi decidida por apenas três votos.

 

No encontro desta quinta-feira, foi definido o cancelamento da eleição em 26 cidades (em outras quatro a anulação havia sido feita na semana passada pela Executiva estadual) de São Paulo. Também foram anulados os votos de 1.200 votos filiados de Guarulhos, segunda maior cidade do estado, por suspeita de falsificação de assinaturas da lista de presença.