Jregional

NOTÍCIA

Data: Sábado, 09/02/2019 00:00

Prefeitos de Aripuanã e Colniza cobram solução imediata para atoleiro na BR-174

Fonte: Top News

Os prefeitos de Aripuanã, Jonas Canarinho, e de Colniza, Celso Garcia, cobraram do superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) uma solução imediata para as péssimas condições de trafegabilidade da BR-174, no trecho que compreende os dois municípios. O assunto foi discutido na quinta-feira (7), com a participação da primeira-dama e secretária de Assistência Social de Aripuanã, Neide Canarinho.

 

A preocupação dos gestores é de que os atoleiros, ocasionados pelo grande volume de chuva, impossibilitem o transporte de cargas, prejudicando as principais cadeias produtivas da região. “Aripuanã tem uma produção madeireira muito forte e, nesta época do ano, é comum a retirada de gado das propriedades, aumentando o tráfego nesta rodovia. Os produtores de café de Colniza, que respondem por 51% da produção total do estado, também dependem dessa rodovia. Estamos preocupados que as condições da estrada atrapalhem o escoamento dessa produção”, explicou Jonas Canarinho.

 

Conforme ressaltou a primeira-dama de Aripuanã, a BR-174 também é rota para o transporte escolar, ambulâncias e para a população em geral. “Não só a nossa produção fica prejudicada com as más condições, mas também a própria população da região que fica impossibilitada de transitar nesse trecho”, frisou Neide.

 

O superintendente do Dnit garantiu aos prefeitos o envio imediato de mais uma equipe para a manutenção da rodovia federal. Questionado sobre o cronograma para a execução da pavimentação do trecho, ele afirmou que o processo licitatório foi suspenso. Ainda de acordo com Orlando, uma nova licitação deve ser realizada, assim que for finalizado o estudo de componente indígena.