Jregional

NOTÍCIA

Data: Domingo, 03/02/2019 00:00

Selma comemora derrota do MDB

Fonte: Folha Max

“O Brasil acabou de mudar e nós participamos desse momento”. Assim comemorou senadora Selma Arruda ( PSL-MT), após o resultado da votação para presidente do Senado, que elegeu o senador Davi  Alcolumbre (DEM-AP). O democrata recebeu 42 dos 81 votos possíveis.

 

“Nós tiramos a presidência das mãos do MDB, que há mais dele 24 anos ocupava aquela cadeira e a hegemonia deste Poder”, frisou Selma Arruda, enaltecendo que Alcolumbre, de 41 anos. “Vai saber muito bem encaminhar as necessidades dessa Casa”.

 

Senadora estreante na política, à Juíza Selma Arruda esteve deste o começo do processo de votação envolvida no compromisso de que um eventual vitória do emedebista Renan Calheiros, seria altamente prejudicial à democracia e às metas de desenvolvimento do governo do presidente Jair Bolsonaro. Arruda chegou a requerer oficialmente o voto aberto na eleição da Mesa, proposta que foi aprovada por esmagadora maioria dos senadores.

 

Porém, decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal(STF), Dias Tóffoli, acatando liminar proposta pelo MDB, mandou que a votação transcorresse de forma secreta. 

 

Apesar dessa decisão, muitos senadores favoráveis ao voto aberto criticaram, no plenário, a decisão de Tóffoli  e declararam o voto no microfone ou exibiram a cédula de papel antes de colocá-la na urna. “É uma honra muito grande estar aqui. Nós trabalhamos para isso e conseguimos, graças a Deus”, finalizou Selma Arruda.

 

Embora a votação tenha sido secreta, muitos senadores favoráveis ao voto aberto criticaram no plenário a decisão do presidente do STF e declararam o voto no microfone ou  exibiram a cedeu de papel antes de colocá-la na urna. "Nós trabalhamos pra isso é conseguimos graças a Deus", completou Selma.